UML (Unified Modeling Language) A linguagem unificada de modelagem

A UML é a linguagem padrão para especificar, visualizar, documentar e construir artefatos de um sistema e  pode ser utilizada com todos os processos ao longo do ciclo de desenvolvimento e através de diferentes tecnologias de implementação.

Continuar lendo UML (Unified Modeling Language) A linguagem unificada de modelagem

MVC – O padrão de arquitetura de software

Neste tutorial vamos conhecer um pouco sobre o padrão MVC. Model-view-controller (MVC) é um padrão de arquitetura de software. Com o aumento da complexidade das aplicações desenvolvidas torna-se fundamental a separação entre os dados (Model) e o layout (View). Desta forma, alterações feitas no layout não afectam a manipulação de dados, e estes poderão ser reorganizados sem alterar o layout.

Primeiros passos no uso do Spring MVC

O Spring MVC, uma das partes do framework Spring, é um framework no estilo web maduro e capaz de responder as ações, com uma grande variedade de recursos e opções destinadas a manipulação de vários casos de usos focados ou não na web. Todos esses recursos podem tornar a vida do neófito bastante difícil. Neste artigo, será mostrado a essa audiência apenas pequenas tarefas que existem para por uma aplicação com Spring MVC para funcionar (isso é, considere o exemplo desse artigo como a aplicação Spring MVC mais simples do mundo), e é nisso que veremos no restante desse artigo.

Continuar lendo Primeiros passos no uso do Spring MVC

Animando uma armadura no Blender

Abaixo segue um tutorial simples para animar um objeto com uma armadura. Crie o seu modelo. Tenha em mente enquanto estiver criando esse modelo como você irá eventualmente criar um esqueleto para ele com uma armadura. Certifique-se de ter a quantidade suficiente de vértex para animar sua estrutura corretamente. Por exemplo, um cubo não contém nenhum vértex para criar uma animação realística.

Continuar lendo Animando uma armadura no Blender

Texturas no Blender

Nesse artigo, traduzido de outro escrito por Allan Brito, veremos como usar texturas para dar a nossos materiais mais realismo. O maior problema de trabalhar com texturas é encontrar ou criar uma boa textura. Isso porquê, é altamente recomendável que você comece o mais cedo possível a criar a sua própria biblioteca de texturas. Texturas são em sua maioria arquivos de imagens, que representam certos tipos de superfícies como madeira ou pedra. Elas funcionam como um papel de parede, que podemos colocar em uma superfície ou objeto. Por exemplo, se colocarmos uma imagem de madeira em um avião, isso dará a impressão de que o avião é feito de madeira.

Continuar lendo Texturas no Blender

Técnicas para levantamento de Requisitos

O início para toda a atividade de desenvolvimento de software é o levantamento de requisitos, sendo esta atividade repetida em todas as demais etapas da engenharia de requisitos. No artigo a seguir, publicado inicialmente na revista Engenharia de Software 2 edição especial mostra algumas técnicas para executar essa tarefa.

Continuar lendo Técnicas para levantamento de Requisitos

Entendendo a interface do Blender

Se você for novo no uso do Blender, deve gastar um bom tempo em aprender como usar a interface dele antes da modelagem. Os conceitos por trás da interface do Blender não são padrões, e diferentes de outros pacotes de softwares de modelagem 3D. Usuários WIndows em especial precisam se acostumar as maneiras diferentes do Blender de lidar com os controles, como escolhas de botões e movimentos do mouse. Mas essas diferenças são de fato uma das grandes forças do Blender: uma vez que tenha entendido como trabalhar do jeito do Blender, você descobrirá que pode trabalhar rapidamente e de forma produtiva.

Continuar lendo Entendendo a interface do Blender

Implementando um banco de dados no iOS 4 do iPhone usando SQLite

Nesse artigo, veremos como implementar, para aplicações iOS do iPhone, persistência de dados através de um banco de dados SQLite, que é de longe uma das formas mais eficientes de armazenar dados no iPhone. Para atender essa necessidade, o SDK do iOS inclui tudo que é necessário para integrar banco de dados baseados em SQLite em aplicações iPhone. O objetivo desse capitulo, portante, é fornecer uma visão geral de como usar o SQLite para executar operações básicas na sua aplicação.

Continuar lendo Implementando um banco de dados no iOS 4 do iPhone usando SQLite

Criando aplicações baseadas em banco de dados usando Qt

Esse artigo mostrará como criar você pode integrar recursos do SQLite a sua aplicação usando a arquitetura modelo/visão em uma aplicação-exemplo de gerenciamento de contatos.

Continuar lendo Criando aplicações baseadas em banco de dados usando Qt

jpeg-compressor – codificador JPEG de domínio público em um único arquivo C++

O jpeg-compressor é uma classe em C++ pequena (menos de 1000 linhas) e fácil de usar que cria um arquivo de imagem JPEG. Suporta tons de cinza e os fatores de sub-amostragem de chroma H1V1/H2V1/H2V2, ajustes de qualidade compatíveis com a biblioteca Libjpeg, e é razoavelmente rápida com um baixo consumo de memória (tipicamente menos de 64KB). A classe consiste de um único arquivo C++ com um pequeno arquivo de cabeçalho, junto com algumas funções opcionais de ajuda e exemplo. A versão atual suporta tanto a codificação com Huffman de via única e a mais eficiente (mais também mais lenta) codificação em duas vias, faz uma única alocação dinâmica de memória e aceita imagens de 32 bits.

Continuar lendo jpeg-compressor – codificador JPEG de domínio público em um único arquivo C++