Animando uma armadura no Blender

Abaixo segue um tutorial simples para animar um objeto com uma armadura. Crie o seu modelo. Tenha em mente enquanto estiver criando esse modelo como você irá eventualmente criar um esqueleto para ele com uma armadura. Certifique-se de ter a quantidade suficiente de vértex para animar sua estrutura corretamente. Por exemplo, um cubo não contém nenhum vértex para criar uma animação realística.

Continuar lendo Animando uma armadura no Blender

Texturas no Blender

Nesse artigo, traduzido de outro escrito por Allan Brito, veremos como usar texturas para dar a nossos materiais mais realismo. O maior problema de trabalhar com texturas é encontrar ou criar uma boa textura. Isso porquê, é altamente recomendável que você comece o mais cedo possível a criar a sua própria biblioteca de texturas. Texturas são em sua maioria arquivos de imagens, que representam certos tipos de superfícies como madeira ou pedra. Elas funcionam como um papel de parede, que podemos colocar em uma superfície ou objeto. Por exemplo, se colocarmos uma imagem de madeira em um avião, isso dará a impressão de que o avião é feito de madeira.

Continuar lendo Texturas no Blender

Entendendo a interface do Blender

Se você for novo no uso do Blender, deve gastar um bom tempo em aprender como usar a interface dele antes da modelagem. Os conceitos por trás da interface do Blender não são padrões, e diferentes de outros pacotes de softwares de modelagem 3D. Usuários WIndows em especial precisam se acostumar as maneiras diferentes do Blender de lidar com os controles, como escolhas de botões e movimentos do mouse. Mas essas diferenças são de fato uma das grandes forças do Blender: uma vez que tenha entendido como trabalhar do jeito do Blender, você descobrirá que pode trabalhar rapidamente e de forma produtiva.

Continuar lendo Entendendo a interface do Blender

Sobre Modelagem Poligonal

Na computação gráfica 3D, modelagem poligonal é uma abordagem para a modelagem de objetos que representam ou aproximam suas superfícies utilizando polígonos. O objeto básico utilizado na modelagem de malha (mesh) é um vértice, um ponto no espaço tridimensional. Dois vértices ligados por uma linha reta dão origem à um segmento ou aresta. Três vértices, cada um ligado ao outro por três segmentos, definem uma face (polígono). O Blender utiliza polígonos de três e de quatro lados que são as formas mais comuns utilizadas na modelagem poligonal, chamados de Tris e Quads respectivamente.

Referencia (Parte 1, Parte 2, Parte 3, Parte 4)

Download: “Guia do usuário para Uso do Blender 3D Aplicado a Design V. 1.0″

Após um ano de sangue, suor e lágrimas, finalmente estou disponibilizando em domínino público sob a licença Creative Commons Para uso Não-Comercial, este guia de 280 páginas, completo ( pelo menos pretende-se que seja…), orientado a designers, aspirantes e simpatizantes sobre Blender 3D. Haja visto a necessidade de tal conteúdo no meio, tenho ouvido comentários de colegas sobre a necessidade de se fazer cursos de softwares 3D, comprar literatura, pagar licenças etc.

Referencia (http://blenderufpe.wordpress.com/)

Testando o Flex SDK + Papervision 3D + Blender 3D

Não existe muita graça em se descobrir as coisas e evitar o compartilhamento das informação (lê-se, contar proezas). Depois de assistir a um documentários sobre as descobertas da antiguidade na TV Escola, acabei me inspirando a escrever esse material, isso por que tratava-se de invenções que se perderam no tempo por escassa documentação. Talvez o mundo fosse bem mais tecnológico se elas fossem estudadas desde os tempos remotos e constantemente melhoradas, seguindo os passos da evolução. Vou escrever sobre a confecção de maquetes interativas utilizando a tecnologia Flash, por meio do Flex SDK, Blender 3D, Gimp e o Inkscape, não esquecendo que todos esses programas rodarão sobre o sistema operacional Linux.

Referencia (http://www.guiadohardware.net)