Criando música no Logic Express

O Logic Express pode ser usado em uma variedade de maneiras, desde as mais simples até as mais incrivelmente sofisticadas. O artigo a seguir descreve um fluxo de trabalho comum que muitos projetos seguem.

  1. Fase 1: Criação de um Projeto

    Você começa o trabalho com o Logic Express pela criação de um novo projeto, ou abrindo um projeto existente.

    Um arquivo de projeto contém gravações de dados MIDI mais informações sobre os outros arquivos de áudio usados, incluindo ponteiros para esses arquivos.

    Todos os arquivos (áudio, vídeo, amostras, dentre outros) podem salvos no diretório do projeto. Todos os arquivos do projeto são automaticamente colocados em sub-diretórios apropriados dentro do diretório do projeto.

    Mais detalhes podem ser encontrados no artigo Entendendo os conceitos básicos sobre Projetos e Regiões.

  2. Fase 2: Criando e Importando seu material musical

    Trazer material musical para o Logic Express pode basicamente ser quebrado em dois métodos:

    • Fazendo gravações de novo áudio ou dados MIDI (o último pode ser reproduzido através de sintetizadores MIDI externos ou instrumentos de software).
    • Importando gravações de áudio existentes (arquivos de áudio, amostras, loops) ou dados MIDI (e outros dados) para seu projeto. Você pode importar gravações de áudio existentes simplesmente arrastando-as da área de Mídia, mostrada a direita da janela de Arranjos.

    Gravações são feitas através de hardware de áudio ou MIDI adequados que estejam conectados ou instalados no Mac.

    Gravações MIDI são usadas para disparar desde dispositivos MIDI externos, como sintetizadores, ou instrumentos de software internos. Instrumentos de software são reproduzidos através de sua interface de áudio ou pela saída de áudio do Mac. Não apenas você pode gravar as notas de sua performance, mas pode também gravar e reproduzir informações como alterações de parâmetros do sintetizador – tudo em tempo real.

    Gravações de áudio podem ser feitas ao tocar um instrumento (como uma guitarra) ou cantando em um microfone, por exemplo.

  3. Fase 3: Arranjando e Editando

    Uma vez que seu material musical tenha sido importado ou gravado no Logic Express, você geralmente organiza-os em uma “estrutura de projeto”. Isso é feito na janela principal do Logic Express, chamada de janela de Arranjos.

    O material musical aparece como blocos retangulares conhecidos como regiões. Essas regiões são dispostas da esquerda para a direita na área de arranjos, e são posicionadas em pistas empilhadas verticalmente conhecidas como faixas. Você pode copiar, repetir, mover, encurtar, aumentar ou deletar regiões livremente – seja em um faixa ou entre faixas. Esse layout em forma de grid e o uso de blocos (regiões) torna fácil visualizar e criar a estrutura global da música.

    Haverão muitas ocasiões quando você precisará executar edições mais detalhadas em suas gravações de dados MIDI ou de áudio do que é possível no nível da região. O Logic Express oferece vários janelas de edição que permitem que você modifique seu material musical em uma grande variedade de níveis. Por exemplo, isso pode ser útil se:

    • Você fez a gravação de uma grande performance vocal, mas pode ouvir um ruído nas passagens silenciosas entre duas frases, onde o vocalista esbarra no microfone. Provavelmente nem é preciso dizer que esse não um som que você gostaria que estivesse no CD finalizado. Sem problema. Simplesmente edite a gravação e insira silêncio durante o ruído, ou talvez corte esse pedaço da gravação.
    • Você fez a gravação de um teclado MIDI que é perfeita exceto por um nora que deveria ter sido um C, mas é um B. Sem problema. Simplesmente arrastw a nota MIDI de B para C.

    Mais detalhes podem ser encontrados no artigo Entendendo os conceitos básicos sobre Projetos e Regiões.

  4. Fase 4: Mixagem, Automação e Uso de Plug-Ins

    Seguido da criação de seu arranjo e qualquer edição que pode ter sido necessária, normalmente você passaria para a fase de mixagem de seu projeto. Mixagem, como termo, geralmente se refere ao balanceamento dos níveis relativos de cada componente da música. Colocando de outra forma, o vocal principal precisa ser mais alto do que o baixo, guitarras, baterias e teclados, para permitir que a letra seja ouvida.

    A mixagem também implica no uso de efeitos de áudio, que altera, melhora ou suprime componentes particulares da música, adicionando um produto final polido e único. O Logic Express possui numerosos efeitos que podem ser usados para tornar sua música básica em um projeto profissional.

    O Logic Express permite que você grave, ou automatize, as alterações feitas a uma faixa, instrumento e parâmetros de efeitos, como volume, pan, filtros e outros controles. Isso pode ser feito em tempo real ou offline com o mouse ou um dispositivo MIDI externo, e pode ser editado independentemente do material musical. Isso é muito útil por várias razões::

    • Você pode ajustar apenas um nível ou configuração de uma faixa de reprodução, se usar o mouse do computador. A habilidade de gravar e reproduzir múltiplos ajustes de todos os elementos da faixa permitem um mix sofisticado.
    • Performances são raramente consistentes. Por exemplo, um vocalista frequentemente irá cantar mais alto ou mais baixo durante seções diferentes de sua performance, de forma que você pode precisar remover essas mudanças de nível da canção ou balancear as seções altas e baixas em relação ao backing vocal.
    • Dinâmicas da canção (as seções altas e baixas de uma canção) se beneficiam da animação. Em outras palavras, construir a intensidade da canção pode com frequência ser alcançada por alterações graduais de nível. As canções que mantem um nível consistente por toda ela tendem a soar plana e sem vida.
  5. Fase 5: Exportação e batimento

    O passo final do processo de criação de música com o Logic Express permite produzir um arquivo stereo de seu mix finalizado em uma grande variedade de formatos de áudio, Você pode produzir diversos arquivos originais, formatado para os esquemas de codificação Surround mais comuns. Você pode fazer isso na janela Boucing; simplesmente escolha a saída desejada nos menus disponíveis e clique no botão Bounce na tela. Você pode até mesmo gravar um mix stereo diretamente em um CD ou DVD, ou criar um MP#, em apenas um passo.