Tutorial de iluminação – técnicas, equipamentos e definições

A luz é o “material bruto” para a criação de imagens visuais. Tudo que está relacionado a visão está relacionado à luz. Seja qual for a mídia (fotografia,  filmes, vídeos ou imagens geradas por computador), a luz é a base de tudo que você vê. É importante que não se pense na iluminação como algo extra que se adiciona em algumas situações, mas como parte fundamental de todas as produções de mídia visual.

A técnica padrão de iluminação em 3-pontos

A técnica de iluminação em 3-pontos é o método padrão para mídias visuais como vídeo, filme, fotografia e imagens geradas por computador. É um sistema simples mais versátil que é base de muitas iluminações. Uma vez que você tenha entendido a iluminação em 3-pontos, estará no caminho para entender tudo sobre iluminação.

A técnica usa três luzes chamadas de principal, preenchimento e fundo. Naturalmente, você precisará de três luzes para utilizar a técnica completamente, mas os princípios ainda são importantes mesmo se você usar apenas um ou duas luzes. Via de regra:

  • Se você possuir apenas um luz, ela se torna a luz principal.
  • Se você possuir duas luzes, uma será a luz principal e a outra será a luz de preenchimento ou luz de fundo.

Key Light

Luz principal

Essa a mais importante. É normalmente e a luz mais forte e possui a maior influência sobre a aparência da cena. É colocada em um dos lado da câmera/sujeito, de forma que essa lado seja bem iluminado e o outro tenha algumas sombras.

Key and Fill

Luz de preenchimento

Essa a luz secundária e deve ser colocada no lado oposto da luz principal. É usada para preencher as sombras criadas pela luz principal. O preenchimento é normalmente mais suave e menos brilhante que a luz principal. Para conseguir isso, você pode mover a luz para uma posição mais distante ou usar algum giro. Você pode querer também ajustar a luz de preenchimento para mais fluxo do que a luz principal.

Key, Fill and Back

Luz de fundo

A luz de fundo é colocada atrás do sujeito e ilumina-o a partir de sua retaguarda. Ao invés de fornecer uma iluminação direta (como as luzes principal e de preenchimento), seu propósito é fornecer definição e realces sutis em torno do contornos do sujeito. Isso ajuda a separar o sujeito do fundo e fornece uma aparência tridimensional.

Se você possuir uma quarta luz, pode usa-la para iluminar o fundo de toda a cena.

Iluminação com janelas de fundo

Filmar cenas interiores com janelas para o exterior é um problema comum para fotógrafos. A grande diferença nos níveis de luz entre a sala e a vista do exterior faz com que achar a exposição correta um desafio. Vídeo é particularmente suscetível a esse problema devido a sua relativamente baixa taxa de contraste.

Se não puder evitar ter janelas na tomada, na maioria dos casos a única coisa que pode ser feita é usar uma Iris manual para ajustar corretamente a exposição dos sujeitos na sala. Isso significa que a janela será superexposta mas isso é uma transigência necessária. Se quiser mostrar uma visão do exterior, exponha a iris para a janela (o que irá tornar a sala escura).

Se você tiver tempo e recursos disponíveis, existem duas coisas que você pode fazer para ajudar na iluminação da cena que torna possível capturar as duas área de forma efetiva:

  1. Adicionar mais luz à sala
  2. Reduzir a luz vinda da janela

Lighting

(1) Aumente a iluminação na sala

Qualquer luz extra que você puder usar sobre o sujeito irá diminuir a taxa de contraste entre ele e a janela.

Em alguns casos ligar a luz da sala pode ajudar, embora isso frequentemente introduza novos problemas como colisões entre as temperaturas de cor e sombras duras na parte inferior.

É possível que o uso de um refletor seja útil.

Hanging Scrim on a Window

(2) Reduza a luz vinda da janela

Você pode reduzir a quantidade de luz vinda da janela pela colocação de algum tipo de filtro sobre ela.

Na imagem acima, um scrim preto (um material de malha bem fino) é fixada à janela. Você pode ver que o fundo é muito mais gerenciável através do scrim.

Se a janela inteira precisa estar na tomada, você precisará ser cauteloso e discreto com o filtro. Pode ser difícil conseguir o ajuste certo. Se apenas parte da janela estiver aparecendo na tomada, fica muito mais fácil.

Filtros podem causar efeitos colaterais indesejados como ondulações e o efeito de catassol. Estar distante da janela pode ajudar.

Kit de iluminação DIY (Do It Yourself-Faça Você Mesmo)

Kits profissionais de iluminação  para vídeo e fotografia são bastante caros. Felizmente para o entusiasta com menos recursos, é possível juntar um kit perfeitamente adequado por menos de $100.

Um bom kit para iniciantes deve incluir:

  • Três (ou mais) luzes com suportes
  • Refletores
  • Cabos de energia, extensões e uma caixa de tomadas.

As luzes

A luz padrão é a luz de halogênio que pode ser encontrada em lojas de materiais para construção ou compradas na Amazon por cerca de $10. Elas podem vir com ou sem um suporte e variam de 150W a 500W.

As unidades sem suporte tem uma pequena alça e podem ser postas em qualquer superfície sólida como mesas e pisos. Isso não é o ideal para suas luzes principais mas pode ser útil para as luzes e preenchimento e de fundo. De qualquer forma, essas unidades são tão baratas que não dói comprar várias delas.

Luzes com suporte são mais versáteis e você deve ter ao menos uma dessas (de preferência duas ou três). Tente achar um suporte que tenha em torno de 2 metros (a altura de uma pessoa alta). Suportes maiores que 2 metros são ainda melhores mas esse tipo de suporte não costuma ser tão alto.

Algumas luzes (como a W12665) podem ser usados com ou sem suporte, tornando elas ainda mais versáteis.

Um dos aspectos negativos dessas luzes baratas é que a cor da luz é um pouco amarela. Desde que você faça o balanceamento do branco em sua câmera, isso não deve ser um grande problema, mas se quer a melhor qualidade pode tentar uma dessas soluções:

  1. Comprar um bulbo branco de 32K (peça ao seu fornecedor de ferramentas).
  2. Colocar um gel colorido na frente da luz para corrigir a cor.

Falando de géis, outro grande aspecto negativo dessa luzes é que não há um sistema embutido para montagem de acessórios como géis e difusores. Você pode improvisar isso criando um fixador de arame ou um suporte separado para os acessórios.

Você também notará que não pode alterar o espalhamento dessas luzes, por exemplo, mudar de floodlight (luz de inundação) para spotlight (holofote). Isso não é um grande problema para a maioria das pessoas, mas se precisa dessa funcionalidade precisa considerar um kit de iluminação profissional.

Refletores

Car Sunshade

Refletores profissionais são usados para adicionar ou controlar a luz em uma cena. Você pode fazer o seu a partir de uma objeto refletivo grande, apesar da cor exata e refletividade obviamente afetar sua iluminação. Sugestões comuns para improvisar um refletor incluem:

  • Pára-sol do pára-brisa (figura acima)
  • Folha de espuma
  • Folha de poliestireno
  • Papelão, ou folha de estanho em papelão (tente os dois lados do estanho para obter efeitos diferentes)
  • Um quadro branco
  • Cobertor de sobrevivente (dourado de um lado e prata do outro)

Energia

Você precisará de alguns cabos de extensão de tamanhos variados, além de uma ou mais caixas com tomadas embutidas. Isso ajuda a ter um estojo separado para os cabos de energia.

Segurança

  • Luzes ficam muito quentes! Sério, você pode se queimar ou por fogo em coisas.
  • Luzes podem puxar um bocado de corrente elétrica, por isso tenha cuidado para não sobrecarregar as fontes de energia.
  • Se estiver trabalhando em cenas externas, use um transformador isolado para energia.

Terminologia comum de iluminação

Luz Ambiente É a luz já presente na cena, antes de qualquer luz adicional ser adicionada.
Luz Incidente Luz vista diretamente de uma fnte de luz (lâmpada, sol, etc).
Luz Refletida Luz vista após ter batido em uma superfície.
Temperatura de cor Um padrão de medida das caraterísticas da luz, medida em Kelvins.
Taxa de contraste A diferença de brilho entre o branco mais claro e o preto mais escuro em uma imagem.
Luz Principal A luz principal sobre o sujeito, fornecendo a maior parte da iluminação e do contraste.
Luz de Preenchimento Uma luz posta ao lado do sujeito para preencher as sombras e balancear a luz de preenchimento.
Luz de Fundo uma luz posta na parte de trás de um sujeito para iluminar a parte traseira da cena.
Luz dura
Luz direta de uma fonte como o sol, viajando sem ser pertubarda sobre o sujeito sendo iluminado.
Luz suave Luz que aparenta envolver o sujeito em algum grau. Produz menos ou mais suaves sombras.
Spot Um feixe de luz controlado e estreitamente focado.
Flood Um feixe de luz amplo, menos direcionado e intenso que um spot.
Tungstênio Luz de um bulbo de luz comum que contém um fio fino de tungstênio colado que torna-se incandescente (emite luz) quando uma corrente elétrica é passada por ele. A temperatura de cor do Tungstênio é em torno de 2800K a 3400K. Conhecido também como luz incandescente.
Halogênio Tipo de lâmpada onde o filamento de tungstênio é selado em uma cápsula preenchida com gás halogênio.
Fresnel Uma luz que possui uma lente com sulcos circulares elevados em sua superfície externa. A lente do fresnel é usada para focar o feixe de luz.
Incandescente Lâmpadas Incandescentes produzem calor através do aquecimento de um filamento até ele brilhar. O brilho é causado  pela resistência do filamento a corrente que o atravessa.

Medição da iluminação

Existem muitas unidades diferentes para medição da luz e elas podem ser muito complicadas. Abaixo segue alguns termos de medião comuns:

Candela (cd)
Unidade de intensidade luminosa de uma fonte de luz em uma direção específica. Tambpem chamada candle (vela).

Tecnicamente, a intensidade da radiação em uma direção perpendicular de uma superfície de 1/600.000 metros quadrados  de um corpo negro em uma temperatura de solidificação de platinum sb a pressão de 101.325 newtons por metro quadrado.

Footcandle (fc or ftc)
Unidade de intensidade luminosa, medida em lumens por pés quadrados. O brilho de uma vela à um pé de distância é aproximadamente  10.7639 lux.

Lumen (lm)
Unidade de fluxo de luz ou fluxo luminoso. A saída de luzes artificiais pode ser medida em lumens.

Lux (lx)
Unidade de iluminação igual a um lumen por metro quadrado. A métrica equivale a do footcandle  (um lux é igual a 0.0929 footcandles). Também chamado de metre-candle.

Tipos de iluminação

Abaixo segue alguns tipos de iluminação que você frequentemente ouve falar em filmes, vídeos e fotografias. Note que essas definições não são sempre rígidas e algumas pessoas podem interpreta-las de forma diferente.

Blonde 1000-2000w, usada como luz principal para inudar áreas grandes.
Redhead 650-1000w, usada como luz principal para inundar áreas grandes.
Pepper Light 100-1000w, luz pequena usada como uma luz principal ou de preenchimento mais focada.
HMI Um tipo de luz de maior qualidde que usa uma lâmpada em arco ao invés de filamente.
Halogen Work Lamp 150-500w, usada como luz principal para inundar áreas grandes. Essa é solução de iluminação de baixo custo.
Outras Luzes Bulbos de luz domésticos podem ser usada idealmente como uma luz secundária tais quais luz de preenchimento ou luz de fundo.
Muitas câmera de vídeo possuem luz embutidas ou espaço para montagem de uma fonte de luz – essas luzes são úteis em emergências mas fornecem iluminação de baixa qualidade.
Lanternas Chinesas Uma luz de baixo custo, útil em algumas situações.

Instrumentos / Housing

Fresnel Uma luz que possui uma lente com sulcos circulares elevados em sua superfície externa. A lente do fresnel é usada para focar o feixe de luz.

Equipamento de iluminação

Alguns tipos comuns de equipamentos usados em iluminação de vídeo ou fotografia.

18% Gray Card Uma placa cinza que reflete 18% da luz que chega nela. Usada como referência para calibrar medidores de luz e ajustar a exposição.
Ballast Um dispositiv usado para controlar a corrente elétrica em uma luz.
Consoles Sistemas de hardware e software que controlam a luz. Operados pelo técnico de iluminação, os consoles coordenam a exibição de luzes em estúdios.
Light Meter Uma ferramenta usada para media a luz e indicar o ajuste ideal de exposição. Também conhecido com medidor de exposição.
Reflector Board Uma superfície refletiva especialmente projetada usada como fonte de luz secundária. A placa é leve e flexível, e normalmente dobrada para transprte em uma pequena bolsa.
Gels Materiais que são colocados na frente de uma fonte de luz para alterar suas características, por exemplo, sua temperatura de cor ou dispersão.
Spectrometer Um instrumento profissional que mede o espectro da luz. Tecnicamente falando, um espectrômetro analisa o espectro eletromagnético e mede a intensidade da radiação em função do comprimento de onda.
Stands & Clamps Sistemas usados para manter as luzes em um posição apropriada.

Gráfico da temperatura de cor

A Temperatura de cor é um método padrão de descrever as cores em uso em uma grande faixa de situações e com diferentes equipamentos. A temperatura de cor é normalmente expressa em uma unidade chamada Kelvins (K). Observe que o termo graus Kelvin é frequentemente usado mas não é tecnicamente correto.

Color Temperatures in kelvin units

Tecnicamente falando…

A temperatura da cor representa a temperatura de um corpo negro ideal no qual a cor da fonte de luz e do corpo negro são idênticas (um corpo negro é um radiador e absorvedor teórico de todos os tamanhos de onda eletromagnéticos).

Temperatura de cor em vídeos

Para operações de vídeo as temperaturas relevantes variam de 2000K a 8000K – essas são as condições de iluminação comuns. Em termos práticos, isso normalmente significa escolher as luzes, géis e filtros mais apropriados para a luz dominante ou para criar um efeito particular de cor. Por exemplo, um operador de câmera selecionará “5600K filter” para filmar cenas externas em um dia de sol claro.

Terminologia

  • Ao se referir a unidade kelvin, não se usa a inicial em maiúscula, a menos que seja a primeira palavra da frase. O plural é kelvins.
  • O símbolo é um K maiúsculo.
  • Ao se referir à escala Kelvin, usa-se a primeira letra em maiúscula.

Graus Kelvin

De acordo com o Sistema Internacional de Unidades de Medida (SI), a temperatura de cor é medida em kelvins, e não em graus Kelvin. A parte do “graus” no nome ficou obsoleta em 1967. Porém, a referência a “graus” tem permanecido em uso na indústria.

Taxa de contraste

A Taxa de contraste é uma medida da diferença de brilho entre o branco mas claro e o preto mais escuro em uma imagem. Uma taxa de 300:1 significa que o ponto mais claro da imagem é 300 vezes mais brilhante que o ponto mais escuro. Uma taxa de contraste alta portante significa um grande diferença no brilho.

A taxa de contraste é de interesse em duas situações:

  1. Câmeras: Ao gravar uma imagem (vídeo, filme, fotografia)
  2. TVs, Monitores, etc: Ao esclher ou ajustar um dispositivo de exibição (TV, monitor de computador, etc)

Traduzido de MediaCollege.com