Dicas de direção a partir da Vila de Vídeo

Dirigir uma cena com o uso de uma “Vila de Vídeo” com um ou vários  monitores permite que você fique organizado, fora do caminho da equipe e focado em seu projeto.

Como o diretor, você precisa criar suas cenas sem ficar no caminho de todos e sem contribuir para o caos. A solução para isso é uma das técnicas clássicas de direção de filmes: dirigir a cena  a partir de uma vila de vídeo.

main_67

Visualize o que a câmera grava

a_37

A medida que você tenta criar a melhor produção de vídeo possível, você fica ciente da infindável lista de questões que precisa lidar. Você possui as permissões certas? Possui liberações de atores assinadas? Fez aferições nas locações? Está filmando com o equipamento certo? A equipe é pontual? Com o que irá alimentar sua equipe? É um bocado de aborrecimento, mas vale a pena cada minuto se você consegue a única coisa que realmente precisa: boas tomadas.

Assim, como garantir que você voltará para casa com as imagens que precisa? A menos que você seja o operador da câmera, terá que confiar a gravação da cena a um videografista freelance ou a um outro membro da equipe para compor o quadro. Isso geralmente não é um problema se a tomada for relativamente pequena e você tiver tempo de dar pequenas olhadas na lente até elas serem enquadradas corretamente. Infelizmente, esse nem sempre é o caso. Há muita coisa em andamento, não há tempo suficiente, você pode ter mais de uma câmera no set ou as tomadas estão mudando frequentemente.

Mas – como em muitos aspectos da revolução digital – avanços na tecnologia de cinematografia criaram a solução perfeita para visualizar o que a câmera está gravando um tempo real sem  pairar sobre a pessoa que opera a câmera. Monitores de vídeo.

Observar sua tomada em um monitor de vídeo lhe dá uma visualização instantânea do que a câmera está gravando. Você pode manter certo controle sobre se tomada está realmente em foco, se a câmera está de fato gravando, e se a imagem na tela é a imagem que você tem em mente.

Se você planeja usar várias câmeras, certifique-se de usar um monitor por câmera. Monte esses monitores em grupo de forma que você possa ver todos eles de uma vez. Isso lhe dará um sentido fantástico sobre as cenas que você irá passar ao editor assim que a gravação terminar.

O que faz parte da vila

b_33

Na sua forma mais simples, a vila de vídeo é um monitor conectado à câmera. Idealmente, o monitor é posicionado fora do caminho, separado das câmeras, da equipe e da ação no set. Essa configuração permite que o diretor e demais membros mantenham controle da produção sem ficar no caminho um dos outros.

Em sua forma mais complicada, a vila de vídeo é composta de vários carrinhos sofisticados de vídeo que ficam localizados em tendas que alimentam dúzias de monitores que cobrem toda a extensão do set. Em algumas cenas de grandes estúdios, há até mesmos links de satélite para transmitir o vídeo a produtores que não estejam no set. Em cada um desses casos, um fato permanece o mesmo: A vila de vídeo é uma locação isolada que permite que pessoas chave monitores o que a câmera está gravando.

Seja você um designer de set, um maquiador, produtor ou cliente, uma vila de vídeo bem montada fornece às partes interessadas a oportunidade de confirmar que eles estão conseguindo o que querem. A maquiagem parece realista? O ator está atuando para a câmera? A iluminação parece adequada? Esteja você trabalhando com um videografista freelance com quem nunca tinha trabalhado antes ou  membros da equipe que você conhece melhor do que sua família, uma vila de vídeo permite que várias pessoas tenham acesso a informações cruciais ao mesmo tempo. Dirigir cenas dessa forma não é necessário, mas uma vez que você que utilize dessa técnica, rapidamente perceberá porque ela é usada tão frequentemente.

Montando seu campo

O tipo de vila de vídeo que você constrói depende principalmente do tamanho de seu orçamento e dos equipamentos que você possui. Se estiver dirigindo uma tomada com uma única câmera, tudo o que você precisa é um cabo indo da câmera até um monitor em um suporte. Certifique-se de ter fiação suficiente, de que o cabo esteja marcado de forma clara e que ele esteja fora do caminho.

Se você estiver usando mais de uma câmera, configure um monitor para cada uma. Isso é crucial para tomadas multi câmera pois permite que você visualize em tempo real quão fácil o corte entre os ângulos de câmera será, que certifique-se de que tem cobertura suficiente e que  ambas as câmeras estejam obtendo foco ou enquadramento ao mesmo tempo. Se sua câmera A estiver tendo o zoom aumentado ao mesmo tempo que a câmera B estiver obtendo foco, você estará sem sorte quando estiver editando a cena, pois não terá nada com que efetuar um corte.

A medida que seu orçamento aumenta, as opções começam a se expandir. Monitores sem fio são ótimos por removem a necessidade de passar cabos entre a vila e o resto do set. Monitores maiores, decks de gravação de playback, e mais suportes são outras opções usadas por produções grandes quando o orçamento não é um problema.

Locação, locação, locação

c_325

Na maioria dos casos, você irá querer montar sua vila o mais próxima possível do set de forma que se tenha acesso aos atores de forma fácil mas longe o suficiente para dar espaço para a equipe trabalhar. Quando estiver aferindo a locação, considere não apenas um espaço para a ação mas também para a equipe. Se você espera uma grande quantidade de pessoas, considere  arranjar espaço suficiente atrás da vila para que o pessoal possa se reunir confortavelmente para assistir os monitores. Sem essa zona reserva, as pessoas terão que esticar seus pescoços e se amontoar para conseguir uma visão do monitor, o que pode ser uma distração para quem estar fazendo seu trabalho.

Outra dica importante é não deixar os monitores virados para o set. Não permite que os atores caiam na tentação de ficar observando suas performances enquanto a câmera está gravando ou terá que lidar com muitas espreitadas na direção do monitor registradas na fita.

O que você vê não é o que você obtém

Um aspecto crucial do uso de monitores nas tomadas – seja fisicamente anexados a câmera ou conectados remotamente via cabos – é entender que a função primárias deles é de referência.

O que você estiver visualizando nos monitores em termos de contraste e cores não é necessariamente o que o operador da câmera está vendo através da lente ou o que a câmera está de fato capturando. Sim, você pode controlar o balanço de cores, brilho e contraste de muitos monitores, mas é muito difícil conseguir uma combinação entre essa imagem e a que é mostrado na ilha de edição.

Verifique as configurações de sua câmera antes de filmar para garantir que as cores estejam balanceadas de forma apropriada. Use o monitor para calibrar a composição, revisar a ação e ter uma visão geral de como a tomada está ficando. Muitas estações de notícias pré-configuram as cores usando uma tabela vista por todas as câmeras para combinar os monitores de forma similar ao uso de uma claquete para o áudio.

Direção à distância

Ao dirigir sua produção de uma vila, preste atenção ao que você está visualizando nesses monitores. Antes de iniciar a gravação de uma tomada use um momento para inspecionar as imagens em sua frente. Pergunte-se as seguintes questões:

  • A tomada está focada?
  • Está enquadrada da forma que você quer?
  • Observe atentamente do fundo – há algo que será uma distração?
  • Se estiver usando duas câmeras, as tomadas diferentes estão distantes o suficiente uma das outras? Tem mais ou menos zoom? Mais ou menos fora de ângulo?

Uma vez que esteja tudo pronto para iniciar a tomada, verifique os monitores novamente para garantir que as câmeras estejam de fato gravando.

Ficando móvel

Se estiver filmando em campo, isso não significa que você tem que entrincheirar a vila quando mudar rapidamente de locação… leve a vila com você! Deixe a bancada mas fique com os cabos e o  monitor e comece a andar com seu operador de câmera. Assim que tiver encontrado sua próxima tomada e o seu operador de câmera esteja definido, conecte novamente o monitor e observe.  A maioria dos operadores de câmera profissionais fica contente fazendo isso pois uma diretor contente significa que estão fazendo seu trabalho corretamente. O único aspecto mais complicado dessa operação é ficar ligado a um operador de câmera pode ser restritivo a vocês dois. Se seu câmera precisa se mover pelo espaço rapidamente e aleatoriamente para ter um ângulo melhor, é melhor ficar pra trás e deixa-lo trabalhar.

Conclusão

Uma ótima maneira de permanecer no controle de sua produção em tempo real é empregar um  dos dogmas das técnicas de direção: a vila de vídeo. Ela permite que você visualize o que a câmera está gravando enquanto permanece fora do caminho da equipe. Também dá aos outros membros da produção uma chance de monitorar suas contribuições e oferecer feedback se necessário.

Montar uma vila de vídeo para tentar obter o melhor resultado da produção do vídeo de sua equipe não tem que ser grande coisa – um simples monitor em uma bancada é a melhor forma de começar. Produções maiores com orçamentos maiores podem se permitir aumentar o tamanho da vila de vídeo. Seja qual for o vídeo que você está filmando, as dicas de direção desse artigo devem lhe ajudar a se manter focado na obtenção de sua tomada.

Extra: Quem deve ser convidado para sua vila

Quando você estiver instalado na vila de vídeo, pode achar mais pessoas que gostaria que estivem próximas aos monitores. Não  se sinta intimidado em aparar a audiência em torno de você. Não apenas você corre o risco de opiniões indesejadas, ter uma multidão muito grande pode ser uma distração para as pessoas que precisam observar os monitores para fazer seu trabalho.

Idealmente, você irá querer que as seguintes pessoas tenham acesso a sua vila:

  • Productores
  • Diretores
  • Operadores de câmera (quando não estiverem filmanda a cena)
  • Clientes
  • Iluminadores
  • Maquiadores
  • Qualquer um que tenha a função de garantir a continuidade da cena

Traduzido de videomaker.com