Fotografia ao ar livre

O olho humano tem um tino maravilhoso, e também o sol. Mas é aí que reside o problema. Considere o ajuste sutil que seu olho faz ao observar uma cachoeira um nota o peixe na sombra. Os problemas de contraste simplesmente não existem para humanos. Isso explica porque muitos cinegrafistas não colocam o olho no viewfinder. Talvez contar com o envolvimento do espectador seja mais conveniente, mas a razão real é que amadores não veem problemas de contraste. Profissionais sim, e estes compõem e iluminam a cena para o olho da câmera.

Um problema que você não vê

Guias de iluminação explicam problemas técnicos, e essa é a parte fácil. Desafios que variam da luz do sol sobre um sujeito até raios coloridos sobre uma parede pintada são largamente resolvidos com controles de balanço de branco e um sistema de medição de luz. Mas o desafio real está em intuir como ver o que a câmera vê. Lembre que o melhor software de edição não pode compensar composições arruinadas por faixas de contraste pobremente concebidas. A maneira de navegar por esse campo minado é praticar quatro passos: grandes explorações, reenquadramento pelo contraste, iluminação correta e estar preparado.

Passo 1: grandes explorações

A iluminação de grandes áreas abertas significa o isolamento de sua imensidão no tempo e espaço. Você pode fazer isso pela exploração de sua locação. Traga a sua câmera, encontre e enquadre suas configurações e percorra as proximidades da região da tomada. As tecnicidades são secundárias para o local desconhecido em si e as mudanças de clima que adicionam adrenalina a mixagem. Entenda a natureza das fontes de luz.Isso significa cronometrar o movimento do sol e das sombras, encontrar plugues elétricos ou medir as luzes halogênicas em estádios. Sua confiança gerada pela sua exploração irá motivar a sua equipe. Além disso, tranquilizará a todos de que suas tomadas serão as melhores.

A iluminação de área abertas é parecido com acampar, e você precisa aborda-la com a mesma paciência e respeito. A exploração lhe dá uma leitura instantânea do que está acontecendo com os ângulos sazonais do sol, em particular. Em certas épocas do ano, o sol se move bem rápido de dia a dia. Você pode determinar planos de backup, viabilidade de áreas protegidas, elementos externos críticos para iluminação que enganem o espectador e variações de contraste antes do tempo. Amanhã o sol pode ou não estar brilhante, de modo que sempre ache fontes de eletricidade para luzes e limites de carregamento, quantas extensões você necessita e quantas baterias você deve trazer como fontes principais ou secundárias. A menos que  você esteja filmando a nevasca do ano passado, o tempo precisa ser viável.

Tenha em mente que, enquanto a iluminação profissional requer equipamentos, nos coração deles estão os eletricistas que tem experiência em iluminação de área abertas. A prática lhe ensina a observar as quedas de sol e sombras de árvores que estejam interferindo nas roupas ou refletores.

Soluções alternativas para problemas não previstos nas locações, como barulhos de áudio fora de uma tela que tenha a iluminação perfeita, podem significar a mudança da locação – mas considere o tempo necessário para desmontar e remontar o equipamento. Pela exploração, você conhece de antemão se precisará filmar a cena e dublar o diálogo depois ou deixar  o diálogo completamente. Priorize a iluminação, filmagem e momentos de escolhas difíceis de deixar algumas coisas pra lá para obter a ação bem iluminada que você precisa.

Passo 2: Reenquadre com o contraste em mente

Um principio da filmagem de áreas abertas é gravada em pedra. Tão cedo quanto você eleve a câmera a seu olho, você deve encontrar a melhor variação de contraste entre todos os elementos da tomada. Pergunte a si mesmo como você reenquadrar ou iluminar seu sujeito para compensar um fundo muito brilhante. Pratique sem uma tomada impeditiva.

Pelo lado artístico, você deve decidir como a exposição afeta sua história. Se você optar por drama, então um contraste alto do frame é bom. Mas tenha em mente que variações grandes da exposição precisam trabalhar intimamente com a composição – por exemplo, a audiência precisa reconhecer que um fundo estourado tenha sido intencional

Considere que as regras de contraste entre sujeito e fundo também se aplicam as roupas. Esteja ciente da síndrome da cabeça flutuante, o resultado de um sujeito de pele clara usando uma camisa escura em um fundo escuro ou uma pessoa de pele escura usando uma camisa branca em um fundo claro. Para escolha de cores, saiba disso, se você quiser que o seu filme tenha um humor de elevada realidade, então ores brilhantes e variações de cores vividas podem funcionar. Mas mantenha em mete que muitos vídeos não ajustam-se a certas cores e qualidades de luminosidade no frame. Por exemplo, uma árvore verde, se iluminada adequadamente e estiver em fundo curto ou médio, irá dominar mesmo um sujeito adequadamente exposto e criará aberrações na iluminação da imagem. O entendimento da composição, contraste, iluminação e vídeo evita surpresas na sala de edição.

Passo 3: Sol em três pontos

Por mais estranho que possa ser, os elementos de um estúdio de iluminação com três pontos também se aplica em campo. Enquanto refletores e luzes estouram a sua imagem e renderizam três dimensões na tela, a Mãe Natureza dita muito do que você decide quando monta uma tomada em áreas abertas.

A grande bola no céu agora ocupa a posição de luz principal, de preenchimento e de fundo do estúdio. Na função de luz principal, o sol classicamente preenche a definição quando você usa um refletor para direciona-lo para o local onde você precisa dele. Mantenha em mente que refletores são facilmente movimentados, e a luz devolvida é um luz suave. Também lembre-se que o tamanho da fonte determina a suavidade da luz – quanto maior o refletor, mais suave a luz. Pela manhã e final de tarde são os melhores ângulos para evitar sombras quando estiver usando a luz solar como luz principal. A medida que o sol se move, a cor da luz também muda. Mantenha a continuidade da luz e considere filmar uma sequência no decorrer de vários dias.

De forma similar, reflita o sol como luz de fundo para separar seu sujeito do fundo. Crie essa ilusão de três dimensões com um segundo refletor jogando luz nas costas dos sujeito. Seja criativo, e puxe um veiculo branco para fora da tela para mascarar sons e ventos, refletir a luz ou atuar como um grande stand de luz.

A indústria se refere como racoon eye light (algo como luz de gambá) para filmagens pobremente agendadas para o meio do dia que criam sombras duras nos olhos. Se você precisar filmar durante essas horas, refletores são críticos para direcionar a luz e criação de bons efeitos de iluminação. Problemas podem aparecer quando os atores  começarem a apertar os olhos para evitar luz sobre os olhos.

No estúdio, um fluxo geralmente joga luz de preenchimento para aumentar a exposição geral. Em áreas abertas, o sol preenche essa função perfeitamente por sempre lançar uma grande quantidade de luz. Mas o proposito da luz de preenchimento é amenizar as sombras duras da luz principal, e, a menos que existam nuvens no céu, você precisará difundir essa luz dura do sol por um dos dois métodos: reflexão ou difusão.

Refletores existem em uma variedade de formatos, de compras de papeis branco em lojas de arte a refletores flexíveis em lojas de fotografia. Com muitos tamanhos, cores e faixas de preços, a escolha decisiva pode será como você planejar segura-las: o truque para refletir a luz é manter o material estável. Cuidado com os refletores de tecido ondulado, que criam uma luz ondulada ou placas que sopram fora de posição.

Difusão da luz solar pode ser um desafio. Significa colocar um tecido, ou gaze, alto e distante o suficiente para ficar fora da tomada. Lembre que o sol está se movendo, assim encontre um local onde um edifício ou árvore não interfira antes que esteja pronta para filmar. Dependendo do ângulo e intensidade do sol, você poderá usar lençóis soltos ou dobradas ou musselina de algodão para difundir a luz solar. Esteja pronto para construir enquadramentos móveis em seu set. Existem difusores profissionais, stands de luz e braços para esse propósito específico. Lembre de alugar ou fazer caixas de areia para estabilidade, seja o vento um fator ou não.

A solução rápida para dias claros é simplesmente achar uma árvore para atuar como uma difusor natural. Esteja ciente de que sua luz de preenchimento está se movendo. Você trabalhou duro para controlar a iluminação, então observe pela penetração da luz entre as folhas, que pode acontecer em questão de segundos.

Se você precisa filmar com a luz do sol por trás do sujeito, coloque um refletor na frente dele para aumentar a luz nas sombras. Sempre esteja ciente que as lentes alargam a menso que você intencionalmente queira isso, e enfraqueça uma sombra sobre a lente com um refletor. Observe de perto por bordas ocultas do refletor, que é uma boa razão para usar ferramentas para sustentar as hastes ao invés de pessoas que podem cansar os braços. Mesmo em cenas difíceis, quando você precisa filmar o sujeito de baixo, e você esteja literalmente filmando o céu, uma difusor sobre o sujeito funciona bem.

Passo 4: Cuidados com o kit de iluminação

Controle as horas de uso da lâmpada e tenha peças de reposição. Prendedores de roupa são essenciais para prender os difusores. Mesmo elementos comuns precisam ser protegidos como ovos. Para kits de iniciantes, considere 12 itens: refletores de luz manuais, quadro branco médio para largo, postes e braçadeiras para estabilização, além de extensões, luzes tradicionais, lâmpadas extras e géis, assim com uma luz de bateria, fita e caixas de areia. Isso é uma dúzia de coisas. Haverão mais.

Lembre que sua luz de bateria não dura para sempre e use ela como luz de ponto, a menos que você tenha a opção de usar teto branco ou refletores para balanço e  suavização. O gerenciamento da bateria é uma preocupação real. Se você estiver em uma área sombreada e for difícil de balancear o sol sobre o sujeito, use uma luz portátil e géis azuis para controlar a temperatura do sol. Se você for comprar uma, considere pagar um pouco mais por braços móveis, vida do bulbo, robustez, peso e flexibilidade de uso.

Sumário: Enxergando com novos olhos

Filmar em grandes área abertas traz ouro para a produção de seu vídeo. Apesar de tudo, o espectador está sentado em uma sala escura, e nada bate a fascinação da viagem. De forma similar, a performance dos atores é frequentemente elevada por estar em áreas abertas. Mas a importância de aprender os quatro passos da iluminação em áreas abertas é que lhe dá confiança. Como acampar, se você tiver o equipamento correto, protegê-lo e saber quando e como usá-lo, sua equipe, elenco e audiência irão apreciar sua abordagem metódica aos caprichos da natureza. Enquanto eles podem estar distraídos ou sobrecarregados, eles reconhecerão que você não está vendo o que eles veem. Seu olho é ajustado de uma nova forma: de acordo com as lentes de sua câmera.

Extra: Iluminação para cenas noturnas

Alto contraste é a definição de cenas noturnas em áreas abertas; o truque é manter os tons escuros ricos e os meio-tons expostos aos detalhes. Se você precisar trabalhar a noite, a exploração do ambiente lhe proporcionará grandes recompensar quando seu local lhe localiza fontes de luz dentro da tomada. Mantenha em mente que em composições em grande angular abrem suas iris e deixam entrar mais luz na câmera. Naturalmente, você pode não querer sempre filmar em grande angular, e assim obterá melhores imagens se encontrar luz ambiente que abasteça os níveis do fundo.

É mais prático e mais real criar poças de luz que mimetizem a iluminação de uma noite verdadeira. Géis podem simular as fontes e estimular o humor. Considere gel azul para a lua e tinturas coloridas para simular veículos de emergência. Finalmente, evite usar o ganho do vídeo para aumentar a exposição, porque isso elimina a saturação das cores e aumenta o ruído. Apesar de tudo, você está simulando a noite. Lembre, tornar a imagem mais brilhante destrói os tons escuros e adiciona uma névoa, ou ruído, aumentar o sinal com o controle de ganho. Se precisar usa-lo, não vá além de +3dB.

Se você possuir tomadas elétricas ou precisar de iluminação por bateria, lembre que qualquer luz pode ser usada de várias formas. Use o princípios da iluminação por três pontos no campo. Refletores ressaltam um a única luz principal e assim torna-se na luz de preenchimento, se for grande o suficiente. A iluminação frontal nunca parece natural, então vire a sua câmera para um refletor. Mas se você quiser uma aparência de reality ou canal de notícias, você terá sorte com a posição farol na câmera.

Traduzido de